Mino Pedrosa

Arapongagem: métodos criminosos de ataques a opositores

5 fev 2018

Por: Mino Pedrosa

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, desembarca hoje em São Paulo no principal ninho tucano. Na mala leva também um dossiê. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, tenta resolver um problema que vem se arrastando dentro do PSDB. A aliança nacional com o partido do seu vice, Márcio França, o PSB, mesmo partido de Rollemberg.

O termômetro de maldades com temperatura elevada sinaliza como será a batalha suja na campanha de 2018 rumo ao Palácio do Buriti. Neste final de semana, Rollemberg fez chegar as mãos deste colunista documentos que comprovam as estreitas relações entre o candidato ao Buriti, deputado Izalci Lucas e Omézio Ribeiro Pontes.

O dossiê de Rollemberg revela que Izalci Lucas paga salários com verbas indenizatórias da Câmara Federal para Omézio pontes, considerado operador financeiro do ex-governador de Brasília, José Roberto Arruda, no processo da Operação Caixa de Pandora denunciado por Durval Barbosa.

Omézio foi flagrado em vídeo recebendo propina de Durval Barbosa que comandava um esquema de corrupção no governo do Distrito Federal com desvios considerados acima de 1 bilhão de reais.

O jogo sujo e rasteiro de Rollemberg tem escola. O ex-governador petista, Agnelo Queiroz, montou durante seu governo um aparato de arapongagem que bisbilhotava a vida de considerados adversários do governo. Na época Rollemberg era senador e principal aliado de Agnelo. O esquema criminoso de arapongagem provocou a justiça e ficou claro o uso da máquina do governo do Distrito Federal alimentando a máquina clandestina que bisbilhotava a vida alheia.

A empresa contratada para bisbilhotar e fabricar dossiês apócrifos tinha como proprietário o braço direito de Rollemberg e um dos caciques do PSB. O então senador Rollemberg se esquivou da crise de arapongagem, mas, trabalhou duro para não instaurar a CPI da arapongagem na Câmara Legislativa que fatalmente chegaria na identidade dos verdadeiros criminosos.

Agora coincidência ou não começa a circular novamente dossiês apócrifos atacando considerados do GDF.

 

Assista ao vídeo em que Omézio é flagrado recebendo propina de Durval Barbosa.

Publicidade

Anuncie Aqui